Destaques

Título Rede Internacional Talitha Kum Homenageada em Fafe
Baner-site-03
Data de Publicação 2017-04-04 00:00:00 +0100
Sub-título A rede tem trabalhado também de forma infiltrada para salvar crianças e mulheres vendidas para escravatura sexual
Descrição

Terra Justa - Encontro Internacional de Causas e Valores da humanidade em 2017 é dedicada às crianças do Mundo

 

 

A rede internacional Talitha Kum, é uma organização que trabalha com 17 redes regionais em 70 paises, nos 5 continentes. Estará no Terra Justa a Ir. Carmen Elisa Bandeo (representante da Rede Talitha Kum).

 

A rede é um projeto altamente ativo no terreno da União Internacional das Superioras Gerais, ligada à igreja catolica mas, que conta também com centenas de voluntários, promovendo o trabalho em rede entre as pessoas consagradas e outras organizações sociais, líderes religiosos e políticos a nível nacional e internacional,  promovendo  a denúncia ao tráfico, realizando  ações preventivas, de sensibilização, proteção e assistência.

 

Algumas freiras da rede internacional chegam mesmo a disfarçar-se de prostitutas e percorrerem as ruas à noite ou chegam mesmo a infiltrar-se para salvar mulheres vendidas para exploração sexual. 

 

Em 2015, calculava-se que durante mais de 10 anos, 1.110 freiras e elementos da rede trabalharam de forma infiltrada em oito paises para salvar jovens e mulheres vendidas para o tráfico.

 

Mais de 70% dos escravos em todo o mundo são mulheres, mais de metade com menos de 16 anos, que são exploradas para fins sexuais.  Para salvar as crianças, as freiras “compram-nas” e dão-lhes abrigo. O grupo angariou fundos e conseguiu abrir casas de acolhimento no Brasil, Índia, em vários países em África e na Filipinas.

 

Talitha Kum é uma expressão que se encontra no Evangelho de Marcos, capítulo 5, versículo 41. A palavra traduzida do aramaico significa: "Menina, eu te digo, levanta-te"

 

Depois dos Direitos Humanos em 2015, dos refugiados em 2016, a edição de 2017 do Terra Justa é dedicado às crianças, sendo destacado o trabalho de Organizações como a UNICEF, Rede Talitha Kum, Instituto de Apoio à Criança e Fundação Champalimaud.

 

Objetivo: Alertar para o modo como são tratadas e vivem no limite milhões de crianças em todo o mundo.

 

De 4 a 8 de Abril Fafe volta a receber o “Terra Justa- Encontro Internacional de Causas e Valores da Humanidade.”. Um encontro internacional que ocorre na cidade de Fafe com o objetivo alertar, provocar e envolver as a refletir sobre a importância das causas e valores da humanidade. Nesta terceira edição, dezenas de convidados nacionais e internacionais e diversas Organizações Não Governamentais (ONG´S), ou religiosas, vão debater, entre outros assuntos, em Fafe, questões que afetam milhões de crianças em todo o mundo, do tráfico, á fome passando pelos campos de refugiados onde crescem milhares de crianças. Alguns números são verdadeiramente assustadores e merecem uma reflexão profunda:

 

- Há 48 Milhões de crianças neste momento em situações de conflito ou enfrentam outras crises no mundoCrise dos refugiados: 700 crianças morreram a tentar cruzar o Mediterrâneo em 2016. Sudão do Sul: 1 milhão de crianças estão a morrer de fome

 

O papel da UNICEF tem sido fundamental para ajudar milhões de crianças a sobreviver e a alcançar melhores condições de vida. Só nos primeiros 10 meses de 2016 com o apoio da UNICEF: 13.6 milhões de pessoas tiveram acesso a água potável; 9.4 milhões de crianças foram vacinadas contra o sarampo; 6.4 milhões de crianças tiveram acesso a alguma forma de educação; 2.2 milhões de crianças foram tratadas contra a má nutrição aguda grave.

 

As causas no meio das pessoas comuns…

O centro da cidade de Fafe será palco de um “caminho das causas”, constituído por objetos que por si só apresentam dados desconhecidos, factos, números e histórias, reais que remetem para os grandes valores da humanidade, expondo ainda uma tenda de campanha UNICEF, que mostrará o papel desta organização no apoio e salvamento, em zonas de conflito ou problemáticas, a milhões de crianças em todo o mundo.

Há ainda exposições, teatro de rua e um concerto Solidário com Luís Represas.

 

 

 

 

Mural de granito continuará a guardar por 25 anos mensagens de grandes personalidades nacionais e internacionais. Mensagens serão abertas em 2042.

 

Em plena cidade o monumento feito a partir de um bloco de granito desenhado pelos arquitetos da Câmara Municipal de Fafe, vai continuará a guardar durante 25 anos as mensagens de grande individualidades que passam por Fafe. Recorde-se que já se encontram no mural as mensagens do Cardeal Óscar Maradiaga, ex- Presidente da Cáritas Internacional e braço direito do Papa Francisco para a reforma da igreja, Maria de Jesus Barroso Soares da fundação pro-dignitate e das ONG´s Amnistia Internacional e Médicos do Mundo, Artur Santos Silva da Fundação Calouste Gulbenkian, António Guterres, Secretario Geral da ONU, Corpo de Enfermeiras Paraquedistas Portuguesas. A ideia é perceber a partir de 2042 como estas personalidades e instituições viam o Mundo em início de século e que “recados” nos deixaram.

 

Fontes sobre Rede Talitha Kum:

 

http://www.christiantoday.com/article/nuns.dressed.as.prostitutes.are.tackling.human.trafficking.worldwide/71523.htm

 

http://www.foxnews.com/world/2015/12/01/nuns-pose-as-prostitutes-to-rescue-victims-human-sex-trafficking.html

 

http://www.catholic.org/news/hf/faith/story.php?id=65675

 

http://www.talithakum.info/   

 

http://www.talithakum.info/video

Organizações homenageadas:

 

REDE TALITHA KUM http://www.talithakum.info/         

Video: http://www.talithakum.info/video

No final dos anos 90, iniciou-se o processo de criação de um movimento contra a escravidão e o tráfico de pessoas, percebendo-se nessa altura a importância de unir forças  e promover ações integradas em rede. Entre 2004 e 2008, a União Internacional das Superioras Gerais em colaboração com a Organização Internacional para as Migrações desenvolveu um projeto de treino que levou à criação de várias redes regionais em Itália, Albânia, Nigéria, Romênia, Tailândia, República Dominicana, Brasil, Portugal, Filipinas e África do Sul. Em 2009 nasce a Rede internacional Talitha Kum, uma rede de redes organizadas de forma diferente, que promovem iniciativas contra o tráfico de pessoas respeitando os diferentes contextos e culturas. Está implementada em 70 países. É um projeto da União Internacional das Superioras Gerais que promove o trabalho em rede entre as pessoas consagradas e outras organizações sociais, líderes religiosas e políticos a nível nacional e internacional; promove a denúncia ao tráfico, realiza ações preventivas, de sensibilização, proteção e assistência.

Algumas freiras da rede internacional chegam mesmo a disfarçar-se e a infiltrar-se, percorrendo as ruas à noite, bares ou zonas de prostituição. Mais de 70% dos escravos em todo o mundo são mulheres, mais de metade com menos de 16 anos, que são exploradas para fins sexuais. Para salvar as crianças, as freiras “compram-nas” e dão-lhes abrigo. O grupo angariou fundos e conseguiu abrir casas de acolhimento no Brasil, Índia, em vários países em África e na Filipinas.

 

http://www.christiantoday.com/article/nuns.dressed.as.prostitutes.are.tackling.human.trafficking.worldwide/71523.htm

http://www.foxnews.com/world/2015/12/01/nuns-pose-as-prostitutes-to-rescue-victims-human-sex-trafficking.html

 

Talitha Kum é uma expressão que se encontra no Evangelho de Marcos, capítulo 5, versículo 41. A palavra traduzida do aramaico significa: "Menina, eu te digo, levanta-te"

 

UNICEF:

http://www.unicef.pt/fome-sudao-do-sul/                                                                    

A UNICEF é uma agência das Nações Unidas que tem como objetivo promover a defesa dos direitos das crianças, ajudar a dar resposta às suas necessidades básicas e contribuir para o seu pleno desenvolvimento. A UNICEF rege-se pela Convenção sobre os Direitos da Criança. A UNICEF é a única organização mundial que se dedica especificamente às crianças. Trabalha com os governos nacionais e organizações locais em programas de desenvolvimento a longo prazo nos sectores da saúde, educação, nutrição, água e saneamento e também em situações de emergência para defender as crianças vítimas de guerras e outras catástrofes. Atualmente, atua em 158 países de todo o mundo.  A UNICEFmobiliza recursos para conseguir resultados para as crianças em cinco áreas de intervenção prioritária:
Sobrevivência e desenvolvimento infantil; Educação básica e igualdade de género ; 
VIH/SIDA e as crianças; Proteção infantil ;  Promoção de políticas e alianças.

 

INSTITUTO DE APOIO À CRIANÇA:

 http://www.iacrianca.pt/

Instituto de Apoio à Criança tem diversas áreas de intervenção na Defesa e Promoção dos Direitos da Criança, em Portugal, desde a educação, a linhas de contacto telefónico de apoio permanente. O IAC é uma instituição Particular de Solidariedade Social, sem fins lucrativos, criada em 14 de março de 1983, por um grupo de pessoas de diferentes áreas profissionais – médicos, magistrados, professores, psicólogos, juristas, sociólogos, técnicos de serviço social e educadores. Tem por objetivo principal contribuir para o desenvolvimento integral da Criança. O IAC promove a defesa dos direitos da Criança na sua globalidade, nas diferentes áreas, quer seja na saúde, educação, segurança social ou nos seus tempos livres. Pretende estimular, apoiar e divulgar o trabalho de todos aqueles que se preocupam com a procura de novas respostas para os problemas da infância em Portugal, assim como colaborar com instituições congéneres nacionais e estrangeiras.

FUNDAÇÃO CHAMPALIMAUD  -  http://www.fchampalimaud.org/

A fundação dedica-se fortemente à investigação em áreas de ponta e tem como prioridade estimular descobertas que beneficiem as pessoas, bem como patrocinar novos padrões de conhecimento. É no Centro Champalimaud, em Lisboa, que desenvolve a sua atividade nas áreas das neurociências e do cancro, através de programas de investigação e da prestação de serviços clínicos de excelência, levando também a cabo, fora de portas, um programa de luta contra a cegueira. Na área da educação e das crianças, desenvolveu o Champimóvel, que se reveste de uma exposição itinerante e é uma emocionante e interativa viagem tridimensional pelo corpo humano. O conceito inovador do Champimóvel alia a parte lúdica do simulador, do vídeo 3D e do jogo à aprendizagem de conceitos complexos transmitidos de forma simplificada e está a deixar a sua marca nas crianças, a dar-lhes um novo olhar sobre a ciência médica, a despertá-las para novas áreas de atuação como as células estaminais, a nanotecnologia, o DNA e a terapia genética, e a inspirar as futuras gerações de cientistas e médicos.

 

CONVIDADOS E HOMENAGEADOS

 

Carmen Elisa Bandeo, natural do País do Papa Francisco, a Argentina, é voluntária e religiosa, representa a rede internacional Talitha Kum que trabalha em rede, favorecendo a colaboração e intercâmbio de informações, entre mulheres e homens, em 70 países.) Esta organização contra o tráfico de pessoas trabalha em rede com outras organizações sociais, líderes religiosos e políticos a nível nacional e internacional; promove a denúncia ao tráfico, realiza ações preventivas, de sensibilização, proteção e assistência. Algumas freiras e voluntárias da rede internacional chegam mesmo a disfarçar-se de prostitutas e percorrer as ruas à noite, bares ou casas de prostituição. Mais de 70% dos escravos em todo o mundo são mulheres, mais de metade com menos de 16 anos, que são exploradas para fins sexuais. Para salvar as crianças, as freiras “compram-nas” e dão-lhes abrigo. O grupo angariou fundos e conseguiu abrir casas de acolhimento no Brasil, Índia, em vários países em África e na Filipinas. Carmen Baldeo, tem dedicado a sua vida aos direitos das crianças. Trabalhou 16 anos em Taiwan com crianças e jovens universitários e ainda num centro prisional feminino para ilegais. Foi nessa altura que contactou com vítimas de tráfico humano.

 

 

Cláudia Pedra, Tem estudado, nomeadamente, o trafico de crianças também em Portugal. É especialista em direitos humanos e migrações. Licenciada em relações internacionais e mestre em estratégia, foi Consultora do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados, Investigadora para a Ásia e sobre o Tráfico de Pessoas no Instituto de Estudos Estratégicos e Internacionais. Há mais de 20 anos que trabalha na área de direitos humanos em questões como a discriminação e a educação para os direitos humanos,é a Presidente do (NSIS –Network of Strategic and International Studies)

 

Luís Ferreira do Amaral, é Jesuíta e tem sido voluntário em vários países de grande conflito como o Sudão do Sul, Sri Lanka, Birmânia, entre outros onde tem trabalhado com crianças, nomeadamente na área da educação e tomado contacto com situações limite de sobrevivência.

 

Madalena Marçal Grilo, Presidente da UNICEF Portugal.

 

Maria Manoel, Presidente Comissão de Apoio às Vitimas do Tráfico de Pessoas, que tem feito um forte trabalho em Portugal ao denunciar casos de tráfico e de redes. A Comissão de Apoio às Vítimas de Tráfico de Pessoas.

 

Manuela Eanes, Presidente do Instituto de Apoio à criança.

 

Leonor Beleza, Presidente da Fundação Champalimaud.

Laborinho Lúcio, Ex Ministro da Justiça

Margarida Pinto Correia

Maria de Sousa, investigadora da Fundação Champalimaud

Ana Jorge, Pediatra, Ex-ministra da Saúde.

Luís Represas

Observatório Liberdade Religiosa: Rashid Ismael , Paulo Mendes Pinto ,Alexandre Honrado, Rui Romelino de Freitas, Esmeralda Lima, Margarida Cardoso, Mariana Vital, Padre Pedro Daniel Marques.

 

PROGRAMA

TERRA JUSTA 2017

ENCONTRO INTERNACIONAL DE CAUSAS E VALORES DA HUMANIDADE

em Fafe

de 4 a 8 de Abril

 

Nota: O programa está sujeito a alterações, podendo alterar o nome dos intervenientes nas conversas de café e conferências/debates. 

 

Animação de rua com crianças do ensino pré-escolar e com encenação "Fafe Cidade das Artes" nos dias 4, 5, 6 e 7 de abril.

 

Terça-feira 4 de abril

15:00   – Abertura da exposição dos alunos do 1º ciclo dos estabelecimentos de ensino de Fafe sobre a consciencialização para os Maus-tratos na Infância – Organização CPCJ e C.M. de Fafe

Praça 25 de Abril

 

15:30   –  Colocação de postais “Como Mudar a Cidade e o Mundo através do Olhar das Crianças” no marco de correio, pelos alunos do 1.º ciclo das escolas de Fafe, para enviar ao Secretário-Geral da ONU, Engenheiro António Guterres, homenageado da edição anterior

em frente à C.M. de Fafe

 

Quarta-feira 5 de abril – FAFE CIDADE AMIGA DAS CRIANÇAS

09:30   – Abertura do “Champimóvel”, da Fundação Champalimaud

Arcada

 

10:00   –  Colocação  de postais “Como Mudar a Cidade e o Mundo através do Olhar das Crianças” no marco de correio, pelos alunos dos ATL's de Fafe para enviar ao Secretário-Geral da ONU, Engenheiro António Guterres, homenageado da edição anterior

em frente à CM de Fafe

 

11:00   – Conversa de café “Crianças em Terra de Ninguém “, com Ir. Carmen Elisa Bandeo (representante da Rede Talitha Kum), Cláudia Pedra (investigadora e diretora do NSIS –Network of Strategicand International Studies) e Ir. Julieta Dias (representante da Comissão de Apoio às Vitimas do Tráfico de Pessoas)

Café Avenida

 

15:00   –  Inauguração de arte pública: “Caminho das Causas”

Praça 25 de Abril

 

16:00   – Inauguração da exposição “Talitha Kum – Levanta-te”

Arquivo Municipal de Fafe

 

16:30   –  Inauguração da exposição “UNICEF – Para Todas as Crianças”

Arquivo Municipal de Fafe

 

17:30   – Assinatura do protocolo de adesão: “Fafe Cidade Amiga das Crianças/ UNICEF”

Arquivo Municipal de Fafe

 

21:30  

– Homenagem à CERCIFAF – Cooperativa de Educação e Reabilitação de Crianças Inadaptadas de Fafe

-   Lançamento do livro “Terra Justa 2016”, apresentado por Padre Anselmo Borges

Teatro Cinema de Fafe

 

Quinta-feira, dia 6 de abril – UNICEF – Homenagem

11:00   – Conversa de café “Humanidade em Fuga, Viver os Limites – Testemunho na Primeira Pessoa” com Pe. Jesuíta Luís Ferreira do Amaral, Ir. Carmen Elisa Bandeo e Ir. Maria d’Orey Manoel (presidente da CAVITP)

Café com Letras

 

15:00   –  Colocação da Mensagem da UNICEF no Mural das Causas, pela Diretora Executiva da UNICEF Portugal, Madalena Marçal Grilo

Praça 25 de abril

 

18:00   –  Roteiro para o Diálogo Inter-religioso e Cultural  (Comunidade Juvenil e Catequistas/Paróquia de Fafe)

Auditório Municipal de Fafe

 

18.00   –  Conversa de café “70 anos UNICEF” com Madalena Marçal Grilo

Confeitaria South Africa

 

21:30   –  Conferência “Missão e História da UNICEF”, com Madalena Marçal Grilo, José Manuel Santos Pais e Virgínia Brás Gomes

– Exibição de filmagens dos dias anteriores: atividades realizadas na cidade de Fafe no âmbito da homenagem à UNICEF, incluindo o momento da assinatura do protocolo “Fafe Cidade Amiga das Crianças”. 

Teatro Cinema de Fafe

 

Sexta-feira, dia 7 de abril – Instituto de Apoio à Criança (IAC) – Homenagem

10:30   –  Conversa de café “Políticas de Saúde para as Crianças – Desafios e Oportunidades”, com Ana Jorge (médica e política)

Café Arcada

 

15:00   –  Conversa de café “As Crianças e a Comunicação como Fator de Desenvolvimento” com Margarida Pinto Correia (diretora de inovação social da Fundação EDP)

Willows Bar

 

16:30   – Colocação da Mensagem do Instituto de Apoio Criança no Mural das Causas, pela sua Presidente, Manuela Eanes

Praça 25 de Abril

 

17:00   –  Inauguração da exposição “IAC – Pela Defesa dos Direitos da Criança”

Arquivo Municipal de Fafe

 

17:30   –  Conversas de Arquivo, com Manuela Eanes

Arquivo Municipal de Fafe

 

18:30   –  Roteiro para o Diálogo Inter-religioso e Cultural (Escuteiros, Paróquia de Fafe)

Auditório Municipal de Fafe

 

21:30   –  Conferência “Missão e História do IAC”, com Manuela Eanes e Laborinho Lúcio

Teatro Cinema de Fafe

 

Sábado – Dia 8 de abril – Rede Talitha Kum e Fundação Champalimaud –Homenagens

 

10h00  – Conferência “Criança – Religião – Espiritualidade”, organizada pelo Observatório para a Liberdade Religiosa (OLR), com moderação de Joaquim Franco (Jornalista e Coordenador do OLR)

Convidados: Irmã Carmen Elisa Bandeo (representante da RedeTalitha Kum), Rachid Ismael (Colégio Islâmico de Palmela), Margarida Cardoso (Centro Budista do Porto), Alexandre Honrado (historiador e escritor), Pe. Pedro Daniel Marques (pároco de Fafe), Esmeralda Lima (Colégio Sta. Teresa Menino Jesus) e Rui Lomelino de Freitas (Projeto “Religiões do Mundo” da Área de Ciência das Religiões da Univ. Lusófona)

Conclusão de: Paulo Mendes Pinto (Coordenador da Área de Ciência das Religiões da Univ. Lusófona)

Sala Manoel de Oliveira


12h00  (integrada na conferência) – Homenagem à Rede Talitha Kum, representada por Ir. Carmen Elisa Bandeo

Sala Manoel de Oliveira

 

13:00   –  Colocação da Mensagem da Rede Talitha Kum no Mural das Causas, representada por Ir. Carmen Elisa Bandeo

Praça 25 de Abril

 

14:30   –  Roteiro para o Diálogo  Inter-religioso e Cultural (Crianças e Jovens/Paróquia de Fafe)

Auditório Municipal de Fafe

 

15:00   –  Conversa de Café “A Fundação e a Educação para a Saúde”, com Leonor Beleza, Presidente da Fundação Champalimaud

Confeitaria Shake

 

16:30   –  Colocação da Mensagem da Fundação Champalimaud no Mural das Causas, pela sua presidente, Leonor Beleza

Praça 25 de Abril

 

 

 

17:00   –  Homenagem à Fundação Champalimaud

            – Conferência “Missão e História da Fundação Champalimaud”, com Leonor Beleza e  Rodrigo Moita de Deus

Teatro Cinema de Fafe

 

21:30   –  Atribuição do “Prémio Jornalístico Maria Barroso – Jornalismo pela Paz” com a presença de Isabel Soares, Presidente da Fundação Pro Dignitate

Pavilhão Multiusos de Fafe

 

22:00   –  Espetáculo solidário de encerramento a favor da UNICEF

Abertura: Exibição do documentário “Testemunhos de Portugal sobre Causas e Valores”

Atuações de:

Luís Represas

Academia de Musica José Atalaya

Orquestra do Colégio Moderno

 

Programa Actualizado a 2 Abril 

Imagens

Em cartaz

Powered by: TextoVirtual.com