Destaques

Título CONDIÇÕES METEOROLÓGICAS ADVERSAS – PERIGO DE INCÊNDIO FLORESTAL
Cf6043b3-845d-43ff-bce8-ed2b06e6d664_w_00600-800x500_c
Data de Publicação 2017-07-25 00:00:00 +0100
Sub-título
Descrição

No seguimento da receção do Comunicado Técnico-Operacional N.º 19/2017 – Condições Meteorológicas Adversas – Perigo de Incêndio Florestal, emitido pelo Comando Distrital de Operações de Socorro de Braga, da Autoridade Nacional de Proteção Civil, e de acordo com a informação meteorológica disponibilizada IPMA para as próximas 48 horas, salienta-se o seguinte:

1. Situação Meteorológica

  • Subida das temperaturas (máxima e mínima), prevendo-se valores máximos para hoje (24jul) entre 31ºC e 37ºC e entre 31ºC e 40ºC amanhã (25jul) no interior (respetivamente de norte para sul, com valores mais elevados a registar-se no Alentejo e sotavento algarvio). No litoral deverão registar-se subidas mais acentuadas amanhã, prevendo-se 26ºC a 35ºC (Setúbal). As temperaturas mínimas deverão ultrapassar os 20ºC nas regiões do interior e no Algarve na noite de 25jul para 26jul.

  • Vento a predominar do quadrante norte moderado a forte (até 45 Km/h) na faixa costeira ocidental e no barlavento algarvio, soprando com rajadas até 70 Km/h em especial entre o cabo Carvoeiro e o cabo Raso e nas serras de Montejunto, Aire, Arrábida e Monchique até ao final do dia de hoje. Prevê-se entre o final do dia de hoje e a manhã de amanhã (25jul) a predominância de vento de nordeste na região de Trás-os-Montes e Beira Alta, soprando forte (<45Km/h) nas terras altas acima dos 500 m, com rajadas que podem atingir 65 Km/h.

  • Humidade Relativa do Ar (HRA) inferior a 30% em todo o interior, com recuperação noturna mais expressiva na região Sul (>65%), mantendo-se o interior norte e centro abaixo de 65%. A tendência para o dia seguinte (25jul) é de diminuição da HRA, sendo na generalidade do território de 20-35%, com fraca recuperação noturna, mantendo-se abaixo de 30% o interior sul (Portalegre, Évora e Beja).

Índices de risco de incêndio:

  • Amanhã prevê-se um agravamento em especial na região norte, com classes de risco muito elevado a extremo a estenderem-se aos distritos de Guarda, Castelo Branco, Vila Real, Bragança, Viseu, Coimbra e Faro.

 

2 - EFEITOS EXPECTÁVEIS

Em função da previsão da evolução das condições meteorológicas é expectável:

  • Tempo quente e seco com vento moderado a forte, com permanência de condições favoráveis à eventual ocorrência e propagação de incêndios florestais.

 

3 – MEDIDAS DE AUTOPROTEÇÃO

O SMPC de Fafe recorda que, de acordo com as disposições legais em vigor, não é permitido(a):

  • Realização de queimadas, de fogueiras para recreio ou lazer, ou para confeção de alimentos;

  • Utilização de equipamentos de queima e de combustão destinados à iluminação ou à confeção de alimentos;

  • Queimar matos cortados e amontoados e qualquer tipo de sobrantes de exploração;

  • O lançamento de balões com mecha acesa ou qualquer outro tipo de foguetes;

  • Fumar ou fazer lume de qualquer tipo nos espaços florestais e vias que os circundem;

  • A fumigação ou desinfestação em apiários com fumigadores que não estejam equipados com dispositivos de retenção de faúlhas.

 

O SMPC de Fafe recorda, ainda alguns cuidados a ter, face às condições meteorológicas previstas, na realização de trabalhos agrícolas e florestais, nomeadamente:

  • Manter as máquinas e equipamentos limpos de óleos e poeiras;

  • Abastecer as máquinas a frio e em local com pouca vegetação;

  • Ter cuidado com as faíscas durante o seu manuseamento, evitando a sua utilização nos períodos de maior calor.

 

O SMPC de Fafe recomenda a adequação dos comportamentos e atitudes face à situação de perigo de incêndio florestal, nomeadamente com a adoção das necessárias medidas de prevenção e precaução, observando as proibições em vigor e tomando especial atenção à evolução do perigo de incêndio para os próximos dias, disponível junto dos sítios da internet da ANPC e do IPMA, e continuará a acompanhar permanentemente a situação em estreita articulação com o Comando Distrital de Operações de Socorro de Braga da Autoridade Nacional de Proteção Civil, os Agentes de Proteção Civil e demais entidades relevantes para a situação em apreço.

Imagens

Em cartaz

Powered by: TextoVirtual.com