Destaques

TituloPrémio Literário A. Lopes de Oliveira distingue obras de investigação de Artur Coimbra e de Paulo Moreira
Data2021-05-12 00:00:00 +0100
Sub-título
Descrição

O Júri do Prémio Literário A. Lopes de Oliveira/Câmara Municipal de Fafe – Estudos Histórico-Sociais de Âmbito Local ou Regional e respeitante a obras de investigação publicadas nos anos de 2019 e 2020, deliberou, por unanimidade, dividir o Prémio por duas obras concorrentes, nos termos do parágrafo 1.º do artigo 2.º do regulamento.

A Câmara Municipal de Fafe, patrocinadora do prémio, acaba de ratificar a decisão do júri.

O prémio destinado a trabalhos de âmbito mais geral foi atribuído à obra “Paiva Couceiro e a Contra-Revolução Monárquica (1910-1919). Das incursões à Monarquia do Norte”, de Artur Ferreira Coimbra, uma obra de investigação editada pela editora Labirinto em 2020 (ainda não apresentada publicamente) e que é enriquecida por extenso prefácio do professor catedrático da Universidade do Minho, Norberto Ferreira da Cunha.

A obra “Rua do Maia. História de uma rua, das suas gentes, numa terra com história”, edição do autor, Inocêncio Paulo Moreira, é galardoada por ser a  única das obras a concurso dirigida especificamente ao território e temas fafenses, nos termos do regulamento, concretamente sobre a história, evolução e famílias de uma das artérias mais antigas e tradicionais da cidade de Fafe.

O Júri integrou os Professores José Viriato Capela, docente da Universidade do Minho, José Carlos Meneses e João Carlos Pascoinho, ambos docentes do Instituto de Estudos Superiores de Fafe.

O Prémio Literário A. Lopes de Oliveira/Câmara Municipal de Fafe, instituído em 1983, é atribuído de dois em dois anos e visa estimular a publicação de estudos histórico-sociais das realidades de determinada localidade ou região portuguesa, no quadro do aprofundamento da matriz regional e local do nosso país.

A cerimónia de entrega do Prémio ocorrerá em data a agendar oportunamente.

Imagens
Powered by: TextoVirtual.com