Destaques

TituloCALEIDOSCÓPIO apresentado em Fafe
Data2021-07-01 00:00:00 +0100
Sub-títuloProjeto Cultural em rede pretende valorizar e dinamizar bens culturais e patrimoniais
Descrição

O “Caleidoscópio” resulta de um processo de trabalho desenvolvido pelos municípios de Fafe, Barcelos, Braga e Guimarães e tem por objetivo a promoção, valorização e elevação da notoriedade do conjunto de espaços e lugares destes territórios, não só dos espaços mais conhecidos e icónicos, mas também de outros espaços igualmente importantes e relevantes, através da lógica de criação de percursos criativos a partir dos centros de produção cultural endógenos: Teatro-Cinema (Fafe), Theatro Gil Vicente (Barcelos), Gnration (Braga) e Palácio de Vila Flor de (Guimarães).

Neste projeto cultural, a música assume um papel determinante na promoção artística e dos lugares, através de programação de referência nacional e internacional, a partir de palcos instalados em locais não convencionais.

A apresentação da iniciativa decorreu no Jardim do Calvário, em Fafe, e contou com a presença do Vereador da Cultura da Câmara Municipal de Fafe, Pompeu Martins, da Vereadora da Cultura da Câmara Municipal de Guimarães, Adelina Paula, de Catarina Duarte , em representação do Conselho de Administração da Empresa Municipal de Educação e Cultura de Barcelos e de Cláudia Leite, Administradora Executiva da Empresa GNRation.

Pompeu Martins salientou “o trabalho em rede entre as quatro cidades na promoção da cultura. Nós temos sempre a ambição de fazer desta uma região que possa ser frequentada e participada, para que os seus habitantes sintam o território na totalidade como seu.

Este projeto, que visa mostrar ou apresentar o património, vai centrar-se na música e vai percorrer espaços pouco habituais, mostrando assim uma nova imagem do território e, por isso, registo com muito agrado o novo conceito agora lançado e as parcerias.

Estamos aqui para continuar e para fazer isto mais vezes. Saúdo também a parceria da Universidade do Minho, que é do melhor que a região tem e que permite dar solidez a este projeto”.

O programa de ação visa valorizar e dinamizar bens culturais e patrimoniais, integrados em zonas de proteção, com classificação de interesse municipal e nacional, na zona de património mundial UNESCO, numa lógica de percursos criativos por novos caminhos, novos diálogos, novos olhares.

A programação de ações terá a capacidade de atrair público nos e dos quatro territórios, contribuindo para a coesão territorial, com vários momentos de programação ao ar livre, tendo sido escolhidos tanto locais centrais (praças/jardins e monumentos em meio urbano) como locais periféricos (espaços verdes e monumentos nas freguesias/periferias).

Imagens
Powered by: TextoVirtual.com