Destaques

TituloFafe inaugura dez BALCÕES SNS 24
Data0000-00-00 00:00:00 +0000
Sub-títuloUm serviço de proximidade na área da saúde
Descrição

O concelho de Fafe dispõe, a partir de hoje, de dez Balcões SNS 24, nas freguesias de Silvares São Martinho, União de Freguesias de Agrela e Serafão, União de Freguesias de Freitas e Vila CovaFreguesia de Ribeiros, Freguesia de Paços, U. F. de Aboim, Felgueiras, Gontim e Pedraído, União de Freguesias de Ardegão, Arnozela e Seidões, U. F. de Monte e Queimadela, União de Freguesias de Moreira de Rei e Várzea Cova Freguesia de Estorãos.

instalação deste serviço teve em consideração a inexistência de Unidades de Saúde nas proximidades, bem como existência de condições físicas e humanas nas respetivas Juntas de Freguesia.

O projeto, desenvolvido no âmbito dos Serviços Partilhados do Ministério da Saúde (SPMS), em articulação com Ministério da Saúde, ARS Norte e Câmara Municipal, foi apresentado, através de videoconferência e contou com a presença do Presidente do Conselho de Administração dos SPMS, Luís Goes Pinheiro, do Presidente da Câmara Municipal de Fafe, Raul Cunha, do Presidente do Conselho Diretivo ARS Norte, Carlos Nunes, do Diretor Executivo do ACES do Alto Ave, José Novais de Carvalho e dos Presidentes de Junta das Freguesias aderentes.

O SNS 24 Balcão tem como finalidade facilitar e promover o acesso aos serviços digitais e de telesaúde entre os cidadãos e os profissionais de saúde do Serviço Nacional de Saúde (SNS), através de criação de condições de maior proximidade e redução de barreiras quer na utilização dos meios técnicos ou mesmo face à sua inexistência.

Nestes Balcões os utentes podem fazer a marcação de consultas, a realização de teleconsultas, a consulta de exames, guias de tratamento, renovação de medicação crónica, avaliação e registo de sintomas provocados pela COVID-19, pedido de isenção de taxas moderadoras, entre outras informações de saúde.

Raul Cunha, Presidente da Câmara Municipal de Fafe, destaca os “benefícios que estes balcões SNS 24 trazem à população, facilitando o acesso aos vários serviços digitais do Serviço Nacional de Saúde de forma rápida, mais próxima e segura, traduzindo-se numa mais-valia para os utentes, sobretudo no atual contexto de pandemia.

Este projeto significa um salto qualitativo na área das acessibilidades aos serviços de saúde, permitindo colocar nas freguesias um serviço de proximidade à população. É muito importante estimular e facilitar a acessibilidade aos serviços de saúde.

Felicito os Serviços de Saúde e as Juntas de Freguesias pela adesão a este importante projeto.”

O Autarca terminou salientado que “este é um projeto aberto que, numa segunda fase, poderá ser implementado noutras freguesias do nosso concelho.”


 

Imagens
Powered by: TextoVirtual.com