Destaques

TituloFafe sensibiliza para a Prevenção dos Maus Tratos na Infância
Data2021-03-31 00:00:00 +0100
Sub-título
Descrição

No mês em que se assinala a Prevenção dos Maus Tratos na Infância, o edifício dos Paços do Concelho ilumina-se de azul, a cor predominante desta efeméride.

Para além da imagem alusiva ao tema, exposta na fachada do edifício da Câmara, também nas redes sociais e site do Município será feita uma campanha de sensibilização que alerta para os Direitos das Crianças.

Raul Cunha, Presidente da Câmara Municipal de Fafe, revela que voltamos a associar-nos à CPCJ de Fafe para assinalar esta data dada a sua importância. Este ano sem as habituais iniciativas devido ao contexto de pandemia que vivemos.

Reiteramos o alerta e apelamos à comunidade para a necessidade de cuidar e proteger os mais novos, bem como de combater a violência física e psicológica que, infelizmente, ainda existe nos dias que correm.”

É nosso dever proteger e zelar pelo bem-estar das nossas crianças”, reforçou o autarca.


 

História do Laço Azul...

Em 1989, uma mulher norte americana (Bonnie Finney) amarrou uma fita azul na antena do carro, em homenagem ao seu neto, vítima mortal de maus-tratos. Com esse gesto quis “fazer com que as pessoas se questionassem”. A repercussão desta iniciativa foi de tal ordem que abril passou a ser o Mês Internacional da Prevenção dos Maus-Tratos na Infância.

A história que Bonnie Finney contou aos elementos da sua comunidade foi trágica: o seu neto já tinha morrido de forma brutal por ter sido espancado pela mãe e pelo namorado.

E porquê azul? Porque, apesar do azul ser uma cor bonita, Bonnie Finney não queria esquecer os corpos cheios de nódoas. O azul, que simboliza a cor das lesões, servir-lhe-ia por isso como uma imagem constante na sua luta na proteção das crianças contra os maus-tratos.

Esta campanha, que começou como uma homenagem desta avó aos netos, expandiu-se e, atualmente, muitos países usam as fitas azuis, durante o mês de abril, em memória daqueles que morreram ou são vítimas de abuso infantil e também como forma de apoiar as famílias e fortalecer as comunidades, nos esforços necessários para prevenir o abuso infantil e a negligência.

Em Portugal, a campanha, simbolizada pelo Laço Azul, é amplamente divulgada por todo o território, quer pela Comissão Nacional de Promoção dos Direitos e Proteção das Crianças e Jovens, quer pelas CPCJ, que realizam numerosas ações de prevenção contra os maus-tratos.

Serei o que me deres…que seja amor”, é o Slogan da Comissão Nacional.

 

Imagens
Powered by: TextoVirtual.com